Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Na Síria continuam a atacar os hospitais

  • 333

Os ataques atingiram desta feita uma região de Alepo controlada pelas forças governamentais

SANA HANDOUT/EPA

Primeiro foi o regime a fazê-lo, agora os rebeldes. O que se está a passar?

Bombardeamentos levados a cabo pelos rebeldes na cidade síria de Alepo, esta terça-feira, causaram pelo menos 19 mortos, três dos quais mulheres que se encontravam num hospital controlado pelas forças do regime sírio, segundo indicou o Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

"Granadas de morteiros disparadas pelos rebeldes contra o hospital al-Dabit, no bairro de Mohafaza, no centro de Alepo, causaram três mortos e 17 feridos segundo um balanço provisório", referiu também a agência oficial síria Sana

O regime de Bashar al-Assad lançou depois ataques aéreos contra áreas da cidade controladas pelos rebeldes.

O ataque ao hospital ocorre após na semana passada bombardeamentos, nesse caso levados a cabo por forças do regime, terem atingido o hospital Al-Quds, gerido pelos Médicos Sem Fronteiras, provocando pelo menos 27 mortos.