Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Pesadelo de Temer começa nas ruas do Brasil

Mais de 30 estradas em nove estados brasileiros foram cortadas esta manhã em protesto contra Michel Temer. Organizados pela Frente Povo Sem Medo, os bloqueios atingem sobretudo o sul de São Paulo e estendem-se ao Rio de Janeiro e a Brasília, entre outras cidades

Prometida há muito, a contestação ao “golpe” de Michel Temer começa a sair à rua, numa espécie de ensaio do que vão ser as manifestações já convocadas para o 1º de Maio por movimentos sociais e organizações sindicais. O lema dos protestos é "Contra o Golpe e Pela Democracia"

Pneus e caixotes do lixo a arder bloqueiam o trânsito em diversas vias rodoviárias no sul de São Paulo, onde estão previstos mais bloqueios em pelo menos dez das principais avenidas da cidade.

A Frente Povo Sem Medo diz que em Sumaré, no interior do Estado de São Paulo, o objetivo é "sitiar" a cidade fechando todos os pontos de acesso. Há também bloqueios convocados para Minas Gerais, Rio de Janeiro, Brasília, Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Paraná e Goiás.

O corte das ruas foi organizado por manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) contra o processo de afastamento da presidente Dilma Rousseff. “Este é o primeiro recado que estamos dando a Temer e Cinha”, disse Zeleidio Brabosa Lima, um dos coordenadores do movimento,

Em Belo Horizonte e no interior do Estado de Minas Gerais, as manifestações e cortes de estradas são organizadas pelas Brigadas Populares e pelo MLB (Movimento de Luta nos Bairros e nas Favelas.

Tia Cida da liderança do MTST, disse à Folha de São Paulo que “o recado foi dado a Temer” com a paralisação dos dois sentidos da rodovia Régis Bittencourt. “O golpe aconteceu. Mas se o Temer acha que vai governar, está muito enganado. Não vamos deixar.”, alerta.