Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Salah Abdeslam já está em França e é hoje presente a tribunal

  • 333

HANDOUT

Principal suspeito vivo dos atentados de 13 de novembro em Paris foi extraditado pela Bélgica esta quarta-feira de manhã e já está sob custódia das autoridades francesas

Salah Abdeslam, um dos principais suspeitos dos atentados que a 13 de novembro provocaram 120 mortos em Paris, já foi entregue às autoridades francesas pela Bélgica, que confirmaram esta quarta-feira de manhã que o processo de extradição foi concluído.

De acordo com o gabinete do procurador-geral em Paris citado pelo "Le Figaro", Abdeslam aterrou na capital francesa pelas 9h da manhã locais (10h em Lisboa) e será presente ainda hoje a tribunal.

Único sobrevivente do comando do autoproclamado Estado Islâmico (Daesh) que levou a cabo os atentados de Paris, Abdeslam, de 26 anos, foi detido num subúrbio de Bruxelas a 18 de março, após 126 dias em fuga e quatro dias antes de outra célula do grupo terrorista ter levado a cabo um duplo atentado bombista na capital belga que provocou mais de 30 mortos e de 300 feridos.

A extradição do francês de ascendência marroquina tinha sido anunciada no final de março, quando Abdeslam disse estar disponível para "colaborar com as autoridades francesas".