Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Obama chega à Alemanha para encontro com Merkel

  • 333

JIM WATSON/AFP/GETTY

Presidente norte-americano inicia hoje uma visita de dois dias à Alemanha. Merkel recebe Obama em Hanover para a inaugurarão do salão industrial

O presidente dos EUA, Barack Obama, inicia este domingo uma visita de dois dias à Alemanha em que manterá encontros com a sua "amiga" Angela Merkel, a líder do governo germânico, que elogiou há poucos dias.

Dizendo-se "orgulhoso" de ter Merkel como "amiga", Obama considerou ainda a chanceler alemã "guardiã da Europa" e elogiou-lhe a atitude "corajosa" em relação à crise migratória, numa entrevista ao jornal Bild publicada há poucos dias.

Merkel recebe Obama hoje à tarde em Hanover, no norte do país, e os dois inaugurarão o salão industrial da cidade, considerado o mais importante do mundo e em que este ano os Estados Unidos são país parceiro.

Esta é a quinta visita que Obama faz à Alemanha enquanto Presidente dos Estados Unidos da América.

Mas a relação entre o Presidente norte-americano e a chanceler alemã não teve sempre este tom amigável: existiram tensões durante a crise do euro, quando Washington condenou Berlim pela rigidez em relação à disciplina orçamental, e também em 2013, quando se soube que a espionagem norte-americana tinha colocado sob escuta o telemóvel de Merkel.

No entanto, a questão da Ucrânia e as negociações com o irão por causa do programa nuclear aproximaram os dois líderes.
"Considero que a atitude da chanceler Merkel, como a de numerosos alemães, foi corajosa na crise dos refugiados", declarou Obama ao Bild na semana passada, estimando que ela soube fazer prova de "uma verdadeira liderança moral e política".

Nas declarações ao jornal alemão, Obama disse também que "a Alemanha não deve suportar sozinha - ou com alguns outros raros Estados - todo o peso (da crise), considerando que "o recente acordo entre a União Europeia e a Turquia era um passo para uma repartição mais justa da responsabilidade".

O presidente norte-americano disse ainda que com Merkel "o envolvimento" da Alemanha na cena internacional aumentou e que o país tem agora aí "um papel mais importante".

Saudou como "decisiva" a participação alemã nas negociações sobre o nuclear iraniano ou o acordo de Paris sobre o clima. Acrescentou ainda que Merkel soube contribuir para "preservar a unidade europeia por ocasião das agressões russas contra a Ucrânia".

A visita de Obama a Hanover foi precedida, no sábado, por uma manifestação na cidade contra o projeto de acordo de comércio livre entre os EUA e a União Europeia que juntou milhares de pessoas.

O Presidente dos EUA chega à Alemanha depois de ter estado em Londres, onde apelou à manutenção do Reino Unido dentro da União Europeia.

Para Barack Obama, "o Reino Unido destaca-se quando ajuda a dirigir uma Europa forte" e sublinhou que regrediria em termos de comércio com os EUA se sair da União Europeia.