Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Atentado dos talibãs em Cabul provoca “muitos” mortos e 200 feridos

  • 333

Segurança reforçada à porta das instalações do Ministério da Defesa em Cabul, depois do atentado à bomba ocorrido esta manhã junto a uma agência de segurança afegã

HEDAYATULLAH AMID / EPA

Presidente afegão diz que ainda não há balanço oficial do ataque suicida à bomba que teve como alvo agência dos serviços de segurança na capital

O Presidente afegão diz que há “muitos” mortos no atentado sucidida desta madrugada no centro de Cabul, já reivindicado pelos talibãs e que, segundo Ashraf Ghani, teve como alvo uma das principais agências de segurança do país.

“Condenamos nos mais severos termos o ataque terrorista no bairro de Puli Mahmood Khan, em Cabul, no qual muitos dos nossos concidadãos foram mortos ou ficaram feridos”, disse em comunicado.

Segundo o ministro do Interior, Sediq Sediqqi, haverá mais de 200 feridos, após um bombista-suicida se ter feito explodir dentro de um carro em frente à secreta.

O ataque suicida à bomba no centro de Cabul fez estragos nas redondezas da agência de segurança, atingindo lojas e casas particulares

O ataque suicida à bomba no centro de Cabul fez estragos nas redondezas da agência de segurança, atingindo lojas e casas particulares

JAWAD JALALI / EPA

O ataque suicida acontece uma semana depois de os talibãs anunciarem o início da sua “ofensiva de primavera”, prometendo levar a cabo "ataques em larga escala contra posições inimigas em todo o país", numa ofensiva batizada Operação Omari em honra do fundador do movimento, Mullah Omar, cuja morte foi confirmada no ano passado.

Segundo relatos divulgados pelas agências internacionais, a explosão gerou enormes colunas de fumo e fez tremer janelas a várias quilómetros de distância. A polícia da capital diz que houve uma troca de tiros com militantes logo a seguir à explosão, sem mais informações para já sobre possíveis mortos e feridos nesse tiroteio.