Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Administração Obama sente “esmagadora frustração” com governo de Israel

  • 333

Biden (esq.) encontrou-se com Netanyahu em março

Getty Images

Vice-presidente dos Estados Unidos diz que Benjamin Netanyahu tem de ser pressionado “com toda a dureza”, acusando tanto Israel como os palestinianos de não terem real vontade política

Num discurso perante o grupo pró-Israel J Street na segunda-feira à noite, o vice-presidente norte-americano reconheceu que a administração Obama sente uma "frustração esmagadora" em relação ao governo israelita de Benjamin Netanyahu, acusando o dirigente de conduzir o país na direção errada.

Surpreendendo com críticas pouco comuns ao maior aliado dos EUA no Médio Oriente, Joe Biden delineou um cenário negro quanto a um futuro acordo de paz na região, deixando subentendido que não acredita em avanços até o mandato de Barack Obama estar concluído em janeiro do próximo ano.

Apesar de culpar tanto os israelitas como os palestinianos de falta de vontade política para resolverem as suas diferenças, Biden fez questão de criticar Benjamin Netanyahu em particular, sugerindo que as estratégias e a postura do primeiro-ministro hebraico levantam "questões profundas" sobre o futuro de Israel como uma democracia e como a nação dos judeus.

"Acredito com todas as forças que as ações encetadas pelo governo israelita nos últimos anos [nos territórios palestinianos sob ocupação] – a expansão sistemática e regular dos colonatos [declarados ilegais pela comunidade internacional], a legalização de checkpoints, o confisco de terra – estão a levar-nos, e sobretudo a Israel, na direção errada", declarou Biden.

Depois de se encontrar tanto com Netanyahu como com o presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmoud Abbas, em março, o número dois de Obama disse ter ficado desencorajado pelas perspetivas de paz ou falta delas – sublinhando que é obrigação dos EUA garantir a segurança dos israelitas e "pressionar com a maior dureza" para que uma solução de dois estados seja alcançada.