Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Novo primeiro-ministro da Ucrânia agrada a Poroshenko

  • 333

Volodymyr Groysman (à esq.) é o novo primeiro-ministro ucraniano. Conta com o apoio do atual Presidente, Petro Poroshenko (à dir.)

ROMAN PILIPEY/REUTERS

Sai Yatsenyuk e entra Groysman. É o antigo presidente da Câmara de Vinnytsia, um homem fiel ao Presidente Petro Poroshenko

O Parlamento ucraniano votou favoravelmente a nomeação do novo primeiro-ministro Volodymyr Groysman, quatro dias depois de ter sido anunciado o pedido de demissão de Arseniy Yatsenyuk.

Yatsenyuk ocupava o cargo desde o afastamento do Presidente pró-russo Viktor Yanukovych na sequência das manifestações de fevereiro de 2014.

O Governo ucraniano tem vindo a atravessar momentos difíceis, enfrentando acusações de corrupção e de incapacidade para aplicar reformas. Muitos dos membros do Executivo bateram com a porta nas últimas semanas, incluindo o ministro da Economia, Aivaras Abromavicius, que acusou o Governo de falta de empenho no combate à corrupção.

Groysman tem 38 anos. É, por isso o mais novo primeiro-ministro a ocupar o cargo na Ucrânia. Antigo presidente da Câmara de Vinnytsia, é fiel ao atual Presidente Poroshenko, que deverá beneficiar com esta nomeação, refere o jornal ucraniano “Kyiv Post”.

Dirigindo-se ao Parlamento antes da votação, Poroshenko justificou a necessidade de interferir na formação do Governo com o agravamento da crise política no país.

“Fui forçado a assumir o papel de moderador político para conduzir à decisão que vocês, deputados, deverão aprovar hoje”, afirmou perante os parlamentares.

A votação poderá pôr fim à crise política, que começou em meados de fevereiro, altura em que o Parlamento tentou derrubar Yatsenyuk, não tendo conseguido mais do que uma rutura na coligação governamental.