Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Brasil. WhatsApp trama Michel Temer

  • 333

Michel Temer vai anunciar o seu governo ainda esta tarde

EVARISTO SA/AFP/GETTY

O vice-presidente brasileiro parece dar como certo que vai substituir Dilma Roussef na presidência. E já treina como tal. Partidas da tecnologia

Um discurso do vice-presidente Michel Temer em que fala como se Dilma tivesse sido afastada e ele já tivesse assumido a presidência surpreendeu o parlamento, na tarde desta segunda-feira. A divulgação não tem origem de qualquer organismo policial ou de investigação como tem sido hábito nas últimas semanas no Brasil.

O discurso onde Michel Temer quer um “governo de salvação nacional”, sustentado por uma “união nacional” e em que defende o diálogo com todos os partidos existiu mesmo.

Tornou-se conhecido quando o atual vice-presidente brasileiro e líder do PMDB publicou o seu “treino” presidencial num grupo da rede social WhatsApp e, inadvertidamente, o enviou para os deputados que dele fazem parte.

A própria assessoria de imprensa do vice-presidente confirmou que é mesmo Michel Temer que estava a exercitar a sua oratória e a publicação acidental. Um discurso “presidencial” onde afirma que o governo de Dilma Roussef fez o Brasil sofrer “descrédito internacional” que, entre outras coisas, levou ao aumento da inflação.

Se a divulgação do discurso é por si só um "facto político", a partida do WhatsApp dá-lhe maior significado pelo facto de ter ocorrido enquanto decorre a votação do pedido de destituição de Dilma Roussef na comissão especial do Parlamento.