Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Alunas de escola secundária obrigadas a descer o nível das saias

  • 333

Aconteceu na Nova Zelândia. Justificação: “É para travar os rapazes de terem más ideias e para criarem um bom ambiente de trabalho entre os funcionários masculinos”

Cerca de 40 raparigas da escola secundária Auckland Henderson, na Nova Zelândia, receberam indicações para descer o nível das saias dos uniformes até aos joelhos, de forma a não “distraírem” os colegas e professores.

As raparigas foram chamadas a um responsável da escola, que lhes disse que precisavam de o fazer para manterem “um ambiente seguro para as raparigas, travar os rapazes de terem más ideias e criarem um bom ambiente de trabalho entre os funcionários masculinos”, segundo referem os media anglo-saxónicos.

“Eu não peço desculpa por insistir nos altos padrões da nossa escola e eu tenho altas expectativas. Isso inclui o uso dos uniformes de acordo com as regras estabelecidas”, referiu o diretor Mike Purcell, em comunicado.

As advertências causaram consternação e críticas. Debbi Tohill, de uma organização de defesa contra violações, disse ao “The Guardian” que embora seja “apropriado” as escolas terem normas relativas ao vestuário, a instrução para baixarem o nível das saias coloca o ónus da culpa, do comportamento dos colegas e professores, sobre as raparigas.

A feminista Deborah Russell também manifestou a sua indignação pelo mesmo motivo.