Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

260 migrantes feridos em confrontos com a polícia em Idomeni

  • 333

ALEXANDROS AVRAMIDIS / REUTERS

Os incidentes começaram ao final da manhã quando cerca de 500 migrantes se concentravam junto à barreira fronteiriça na localidade grega, alguns tentando forçá-la. Segundo a organização Médicos Sem Fronteiras, a polícia macedónia usou gás lacrimogéneo e balas de borracha

Pelo menos "260 migrantes foram feridos" este domingo em Idomeni, localidade grega fronteiriça à Macedónia, em confrontos com a polícia macedónia que "utilizou gás lacrimogéneo e balas de borracha", indicou à agência France Presse a Médicos Sem Fronteiras (MSF).

Cerca de "200 pessoas foram socorridas pela nossa unidade médica com problemas respiratórios, 30 por ferimentos de balas de borracha e 30 por outros ferimentos", disse à agência France Presse Achilleas Tzemos, responsável daquela organização não-governamental no campo de Idomeni.

Inicialmente, Tzemos tinha declarado à AFP que "dezenas de pessoas" tinham ficado feridas, "sobretudo com problemas respiratórios" e que três tiveram de ser transportadas para o hospital de Kilkis", uma cidade próxima de Idomeni.

Os incidentes começaram ao final da manhã quando cerca de 500 migrantes se concentravam junto à barreira fronteiriça para pedir a abertura da fronteira e alguns tentaram forçar a cerca e lançaram pedras contra os polícias macedónios. Os incidentes duraram várias horas.

A polícia macedónia utilizou gás lacrimogéneo e granadas de atordoamento, mas negou ter usado balas de borracha.

Mais de 11.000 migrantes estão acampados há um mês e meio em condições miseráveis em Idomeni, no norte da Grécia, e manifestam-se quase diariamente pela abertura da fronteira, fechada desde o início de março, no quadro do bloqueio da designada "rota dos Balcãs" utilizada pelos refugiados para alcançarem os países do norte da Europa.