Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Coreia do Norte prossegue a sua guerra imaginária: depois de Washington, agora bombardeou Seul

  • 333

A fraca definição das imagens recordam filmes de ficção cientifica de outros tempos. É mais um vídeo de propaganda norte-coreano

A capital da Coreia do Sul surge a ser destruída por múltiplos ataques de rockets no novo vídeo divulgado num site oficial da Coreia do Norte.

Dez dias depois da divulgação de um vídeo com a destruição sugerida da Casa Branca e de outros edifícios da capital norte-americana, o regime de Pyongyang prosseguiu esta segunda-feira a sua guerra imaginária, desta vez atingindo o palácio presidencial e outros edifícios de Seul, a capital do país vizinho da península.

“Caso o ultimato fique sem resposta” é o título do novo vídeo, que termina com a ameaça: “Tudo será reduzido a escombros”. O vídeo dura 88 segundos e fraca definição das imagens recorda os filmes de ficção científica de outros tempos.

Estes vídeos propagandísticos surgem em sequência do aumento da tensão após o quarto teste nuclear efetuado pela Coreia do Norte a 6 de janeiro.

No mês passado, o regime de Kim Jong-un lançou várias ameaças de ataques sobre Seul e Washington, as capitais dos dois países que na altura se encontravam a levar a cabo exercícios militares conjuntos. Os exercícios incluíram uma operação especial para derrubar a liderança da Coreia do Norte.

Kim Jong-un considerou o exercício como uma afronta e lançou um ultimato, exigindo um pedido de desculpas da Presidente sul- coreana Park Geun-Hye.