Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

País do Pacífico em risco de ficar sem água este mês

Captura de ecrã do Google Maps

Os 18 mil habitantes do arquipélago de Palau estão na iminência de ficarem totalmente sem acesso a água potável nas próximas duas a três semanas. Já foram lançados apelos internacionais para o envio urgente de carregamentos de água

Devido ao impacto do El Niño e à persistência das condições de seca, Palau está na iminência de ficar totalmente sem água potável este mês, segundo o alerta feito esta segunda feira pelos responsáveis deste pequeno país do Pacífico.

Apelos de auxílio urgente, nomeadamente o envio de carregamentos de água, foram lançados para os vizinhos Japão e Taiwan. “Baseado nos atuais níveis de água e índices de utilização, e assumindo que as condições (climatéricas) vão manter-se, o esgotamento total da água deverá ocorrer dentro das próximas duas a três semanas”, disse à agência France Presse um porta-voz governamental.

O Comité Nacional de Emergência reuniu-se para debater a melhor estratégia a adotar.

Neste momento, o fornecimento de água canalizada apenas ocorre durante três horas por dia ou menos na capital Koror, e os horários das escolas estão reduzidos a metade por não poderem fornecer aos alunos suficiente água para beberem.

O Comité Nacional de Emergência indicou também que solicitou ao exército norte americano o fornecimento de sistemas de filtragem de água que os ajude a fazer frente à atual situação de desespero.

As previsões são de que os efeitos do El Niño não diminuíam até à segunda metade de 2016 ano.

Palau é um minúsculo país insular da Micronésia, no Oceano Pacífico, entre os mares das Filipinas a oeste, Indonésia e Papua-Nova Guiné a sul e Estados Federados da Micronésia a leste. Com uma área de 459 km2 (idêntica à ilha açoriana do Pico), segundo dados de 2007 referenciados na Wikipédia.

As Ilhas Marshall e a Federação dos Estados da Micronésia também já declararam o estado de emergência devido à seca.

Em Koror, as pessoas começaram a criar stocks de água engarrafada e a mesma começou a escassear nas lojas. “Não há palavras para descrever o nível de stresse, preocupação e fardo de andar com água de um lado para o outro”, desabafa Rolynda Jonathan, mãe de duas crianças. “Todas as manhãs, lutamos para tomar duche, limpar e preparar-nos para o dia com a quantidade limitada de água limitada”, acrescenta, em declarações à France Presse.

Barcos ancorados no porto de Koror, a capital de Palau

Barcos ancorados no porto de Koror, a capital de Palau

Getty

Palau é um minúsculo país insular da Micronésia, no Oceano Pacífico, entre os mares das Filipinas a oeste, Indonésia e Papua-Nova Guiné a sul e Estados Federados da Micronésia a leste. Com uma área de 459 km2 (idêntica à ilha açoriana do Pico), é habitado pormenos de 21 mil habitantes, segundo dados de 2007 referenciados na Wikipédia.

As Ilhas Marshall e a Federação dos Estados da Micronésia também já declararam o estado de emergência devido à seca.

Em Koror, as pessoas começaram a criar stocks de água engarrafada e a mesma começou a escassear nas lojas. “Não há palavras para descrever o nível de stresse, preocupação e fardo de andar com água de um lado para o outro”, desabafa Rolynda Jonathan, mãe de duas crianças. “Todas as manhãs, lutamos para tomar duche, limpar e preparar-nos para o dia com a quantidade limitada de água limitada”, acrescenta, em declarações à France Presse.