Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

ONU confirma 11 casos de abuso sexual por capacetes azuis no Congo

  • 333

ALAIN WANDIMOYI / AFP / Getty Images

As denúncias tinham sido dadas a conhecer durante o fim de semana pela Missão da ONU no país, mas sem avançar com um número exato

A ONU informou esta segunda-feira que são 11 as denúncias de abuso sexual por capacetes azuis na República Democrática do Congo e que em todos os casos existem pedidos de paternidade. Os capacetes azuis alegadamente envolvidos naquelas acusações são da Tanzânia e estavam integrados numa brigada estacionada em Mavivi, a este do país.

Stéphane Dujarric, porta-voz do secretário-geral da ONU, confirmou esta segunda-feira em conferência de imprensa que se trata de 11 casos. “Todas as acusações envolvem pedidos de reconhecimento da paternidade”, afirmou o porta-voz da ONU, sem precisar se entre as mulheres afetadas há menores de idade.

A ONU tem defendido “tolerância zero” para casos de abusos sexuais que envolvam capacetes azuis. Em 2015, recebeu 69 acusações de abusos sexuais alegadamente cometidos por pessoas de 21 nacionalidades e, em muitos casos, contra menores.

A maior parte dos casos estão concentrados na República Democrática do Congo e na República Centro Africana.