Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Anúncio dos pais do copiloto enfurece familiares das vítimas da queda do avião da Germanwings

  • 333

Getty Images

Agradecimento publicado num jornal local alemão evoca a memória de Andreas Lubitz e descreve o copiloto, que provocou intencionalmente o acidente, como uma pessoa “de valor”

Foi a primeira manifestação pública de pesar pela morte do filho, mas o agradecimento publicado pelos pais de Andreas Lubitz num jornal local da Alemanha provocou a ira dos pais das vítimas da queda do avião A320 da Germanwings, acidente intencionalmente provocado pelo copiloto alemão.

Usando apenas o nome Andreas, o texto dos pais de Lubitz é um agradecimento dirigido à sua cidade, Montabour, ao seu pastor e aos seus vizinhos.

“Obrigado a todos pela coesão e pelo espaço protegido que criaram para nós”, pode ler-se. “Obrigado por cada linha escrita, por cada flor depositada na sua campa, por cada palavra de conforto, cada visita, cada abraço silencioso ou de carinho”.

O casal Lubitz descreve um ano de “horror e medo, sem descanso, de desespero e luto por expressar”. Fala ainda em “medo e incompreensão”, descrevendo o filho de 27 anos como alguém “amoroso” e “de valor”, mas sem incluir qualquer evocação direta ao drama ou aos 149 mortos nos Alpes franceses.

Indignados, os familiares das vítimas reagiram de imediato. “No anúncio de agradecimento da família Lubitz, o seu filho é descrito como uma pessoa de valor. Não conseguimos encontrar palavras suficientes para expressar a nossa indignação”, declararam os pais de Sebastian S, uma vítima de 24 anos, ao jornal “Bild”.

“Posso compreender o desgosto dos pais que perderam o seu filho. Mas publicar este anúncio sem mencionar as 149 pessoas que este homem assassinou, isso é ignorância e revela impiedade”, comenta o pai de outra vítima.

Andreas Lubitz, que tinha graves problemas psicológicos, precipitou um avião A320 contra os Alpes franceses, matando todas as pessoas a bordo. O acidente aconteceu no dia 24 de março de 2015.