Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

McDonald's planeia abrir 1250 restaurantes na China nos próximos cinco anos

  • 333

A McDonald's e a Heinz tinham uma relação de 40 anos

Getty

País vai tornar-se no segundo maior mercado da cadeia de fast-food a seguir aos Estados Unidos. Investimento na Ásia surge após escândalo de segurança alimentar que levou a queda do consumo

A McDonald's planeia abrir 1250 novos restaurantes na China ao longo dos próximos cinco anos, num esforço para se concentrar num continente que o diretor-executivo da empresa, Steve Easterbrook, diz ser "uma área significativa de oportunidades".

Neste momento, já existem 2200 restaurantes McDonald's em território chinês. A confirmar-se a abertura de mais 1250, o país irá tornar-se no segundo maior mercado da cadeia norte-americana de fast-food a seguir aos Estados Unidos.

A empresa diz também estar de olho na Rússia, um dos principais mercados de alto crescimento, que em 2015 representou quase um quarto do total de vendas McDonald's. Durante os próximos cinco anos, a cadeia pretende ainda abrir 250 novos espaços em Hong Kong e na Coreia do Sul, planeando ainda alargar em 95% os franchises da cadeia em todo o mundo no mesmo período.

Os esforços de concentração na Ásia, e em particular na China, surgem quase dois anos depois de um escândalo de segurança alimentar nos restaurantes McDonald's no país ter feito as vendas cair a pique. O caso remonta a julho de 2014, quando um vídeo foi posto a circular na internet e nos media chineses mostrando uma fábrica de processamento de comida em Xangai a usar carne estragada para produzir os hambúrgueres da cadeia. Desde então, multiplicaram-se os artigos sobre a queda estrondosa do consumo de produtos McDonald's em todo o mundo.