Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

EUA e Reino Unido vão trocar lixo nuclear para melhorar diagnósticos de cancro

  • 333

KENZO TRIBOUILLARD

BBC diz que David Cameron vai anunciar em Washington um acordo com a administração Obama para enviar a maior carga de lixo nuclear para os EUA em troca de urânio enriquecido que ajudará a diagnosticar casos de cancro

O chefe do executivo britânico prepara-se para anunciar esta semana, durante a cimeira de segurança nuclear que começou em Washington DC na quarta-feira, um acordo com os EUA para troca de lixo tóxico a fim de aumentar as possibilidades de deteção e diagnóstico de cancro.

De acordo com uma fonte do governo britânico citada pela BBC, que fala num acordo excecional em que todos saem a ganhar, o Reino Unido irá enviar para os Estados Unidos enormes quantidades de lixo nuclear, que o país irá armazenar e processar. Em troca, os norte-americanos irão enviar outro tipo de urânio enriquecido usado para a Europa, onde o material será usado para ajudar no diagnóstico de vários tipos de cancro.

A fonte diz que Cameron vai anunciar o transporte de 700 quilos de urânio altamente enriquecido para os EUA naquela que será a maior movimentação de lixo nuclear pelos britânicos, aponta a BBC. Em troca, a Agência Europeia de Energia Atómica (Euratom) irá receber outro tipo de urânio usado para o transformar em isótopos de rádio que são usados no diagnóstico de cancros.

É ainda esperado que na mesma cimeira, organizada pela administração Obama, Cameron anuncie exercícios conjuntos Reino Unido-EUA para testar as capacidades dos dois países em prevenir ciberataques às suas centrais nucleares e depósitos de lixo radioativo.