Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Bélgica aprovou extradição do suposto cabecilha dos atentados de Paris

  • 333

HANDOUT

Salah Abdeslam, o suposto cabecilha e único dos autores dos atentados de Paris que terá sobrevivido, manifestara a sua disponibilidade para cooperar com as autoridades francesas

As autoridades belgas aprovaram esta quinta-feira a extradição de Salah Abdeslam, o suposto cabecilha dos atentados que causaram 130 mortos em novembro em Paris.

Salah Abdeslam, o único suspeito de autoria dos atentados que terá sobrevivido, encontra-se numa prisão da cidade belga de Bruges, em sequência da sua detenção a 18 de março, na operação que foi considerada como um dos poucos casos de sucesso das autoridades belgas na luta contra o terrorismo.

Aparentemente, encontrava-se escondido há quatro meses na capital belga. Quatro dias após a sua detenção, ocorreram os atentados que causaram 32 mortos em Bruxelas.

Abdeslam nasceu na Bélgica há 26 anos e possui nacionalidade francesa.

A aprovação da extradição ocorre após o seu advogado ter indicado que Abdeslam deseja cooperar com as autoridades francesas.