Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Trump defende punição para mulheres que abortem

  • 333

GETTY

“Terá de haver alguma forma de punição”, respondeu o candidato favorito às primárias no Partido Republicano, em sequência da sua argumentação pela ilegalização do aborto

Donald Trump defendeu esta quarta-feira que as mulheres que abortam devem ser punidas após a prática ser ilegalizada nos Estados Unidos.

“Terá de haver alguma forma de punição”, afirmou o candidato que está à frente nas primárias no Partido Republicano, em declarações proferidas num evento transmitido pela televisão MSBNC.

“Para as mulheres?”, questionaram-no em seguida. “Sim”, respondeu, limitando-se depois dizer que “terá de ser determinada” que punição seria essa.

A questão é bastante sensível para Trump, que anteriormente já esteve ligado ao Partido Democrata e foi pró-aborto e estas declarações foram proferidas após alguma insistência do entrevistador, depois do candidato ter começado por dar respostas vagas sobre o assunto.

Mesmo entre os defensores da ilegalização, a ideia da punição das mulheres não é consensual.

O aborto é legal nos Estados Unidos desde 1973.