Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Sete mortos devido ao Ébola na Guiné-Conacri

  • 333

CELLOU BINANI

Apesar do surto local, a Organização Mundial de Saúde declarou na passada terça-feira que a epidemia do Ébola na África Ocidental já não era uma “emergência de saúde pública de preocupação internacional”

A Coordenação Nacional da Luta Contra o Ébola da Guiné-Conacri referiu esta quarta-feira que após o reaparecimento do vírus no país já morreram sete pessoas vítimas daquela doença.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou na terça-feira que a epidemia do Ébola na África Ocidental já não era uma "emergência de saúde pública de preocupação internacional", apesar do surto local.

"Desde de 30 de março há nove casos registados, incluindo sete mortos, quatro dos quais confirmados", refere o organismo coordenador guineense.

A pior epidemia do vírus do Ébola, desde a sua identificação em 1976 na África Central, teve início em dezembro de 2013 na floresta da Guiné-Conacri e espalhou-se para a Libéria e a Serra Leoa.

Os três países concentraram mais de 99% das vítimas.

O surto provocou 11.300 mortos.