Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Retórica anti-muçulmanos das primárias está “a minar” segurança interna nos Estados Unidos

  • 333

GETTY

Alerta vem do responsável pela segurança interna nos Estados Unidos, a propósito dos comentários efetuados por Donald Trump e Ted Cruz nos debates para as primárias no partido Republicano. “Nesta fase, é preciso que nós construamos pontes para com as comunidades americanas-muçulmanas, não vilipendiá-los”

Ao recorrerem a um retórica agressiva contra os muçulmanos durante a campanha para as primárias, os candidatos republicanos estão a colocar em causa os esforços que têm sido levados a cabo para a segurança nacional, afirmou esta terça-feira Jeh Johnson, responsável pelos serviços de Segurança Interna nos Estados Unidos.

“Comentários exaltados sobre o patrulhamento e medidas securitárias nos bairros muçulmanos ou sobre barrar a entrada de muçulmanos neste país, apresentando uma política de migração baseada na religião, é contraproducente relativamente à nossa segurança interna e interesses nacionais securitários.”

Johnson respondeu deste modo à solicitação da MSNBC para que comentasse as declarações dos candidatos republicanos Donald Trump e Ted Cruz relativamente aos muçulmanos, após os atentados da Bélgica na semana passada.

O responsável pela Segurança Interna disse que têm levado a cabo grandes esforços para envolverem as comunidades muçulmanas americanas nas medidas para garantir a segurança no país. “Nesta fase, é preciso que nos contruamos pontes com as comunidades americanas-muçulmanas, não vilipendiá-los, não remetê-los para a sombra, e encorajá-los a trabalharem connosco”, afirmou.

O extremar da retórica anti-muçulmanos por parte de candidatos republicanos dividiu opiniões entre o eleitorado norte-americano, tendo gerado fortes críticas vindas do lado dos democratas, tendo o próprio presidente Obama condenado esse tipo de posição.