Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Dilma cancela viagem aos Estados Unidos após rompimento da coligação governamental

  • 333

ADRIANO MACHADO/REUTERS

Caso saísse do país, a presidente deveria ser substituída pelo vice-presidente Michel Temer, líder do PMDB

A presidente Dilma Rousseff cancelou a deslocação que faria esta semana a Washington, Estados Unidos, pouco depois do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) ter anunciado a sua saída da coligação governamental.

Dilma iria participar na 4ª Cimeira de Segurança Nuclear que decorre entre quinta e sexta-feira e a sua partida para os Estados Unidos deveria ocorrer já quarta-feira de manhã.

As regras institucionais estipulam que durante as ausências do chefe de Estado este é substituído pelo vice-presidente, cargo atualmente assegurado por Michel Temer, presidente do PMDB.

A imprensa brasileira tem dado conta de vários encontros entre elementos do PMDB e do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), da oposição, para discutir um possível acordo de governo pós-destituição, em que Michel Temer assumiria a Presidência da República.