Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Ataque suicida faz pelo menos 30 mortos num estádio no Iraque

  • 333

Embora tenha conseguido impedir que os jiadistas do Estado Islâmico dominassem a região, a verdade é que o Governo iraquiano não conseguiu - como continua sem conseguir - evitar ataques tão mortíferos quanto este

Helena Bento

Jornalista

Um bombista suicida detonou esta sexta-feira um engenho explosivo no meio de uma multidão após um jogo de futebol, numa localidade a sul da capital iraquiana de Bagdade. Pelo menos 30 pessoas morreram e outras 95 ficaram feridas, segundo números avançados pela Al-Jazeera, ainda que os números de vítimas mortais e de feridos oscilem segundo outras fontes.

“Estavam a atribuir o troféu aos vencedores, o suicida fez-se explodir no meio da multidão”, afirmou à AFP o capitão da polícia da vila de Al-Asriya, perto de Iskandariyah, uma cidade ocupada por sunitas e xiitas, a cerca de 40 km da capital iraquiana. O ataque foi reivindicado pelo autoproclamado Estado Islâmico (Daesh).

Impedir os avanços do Daesh nesta região foi uma das grandes prioridades do Governo iraquiano e das milícias xiitas desde que os combatentes do grupo terrorista começaram a invadir as primeiras cidades do país. Embora tenha conseguido impedir que os jiadistas tivessem uma presença dominadora na região, a verdade é que o Governo não conseguiu - como continua sem conseguir - evitar atentados tão mortíferos como este.

Outro ataque, no início do mês, também reivindicado pelo Daesh, resultou na morte de pelo menos 60 pessoas na cidade de Hilla, localizada também a sul de Bagdade. Um camião carregado de explosivos embateu contra um posto de controlo militar, onde se encontravam vários membros das forças de seguranças iraquianas.

[Notícia atualizada às 9h48]