Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Acidente em Lyon mata 12 portugueses

  • 333

Entre as vítimas mortais encontra-se uma criança de sete anos. Viajantes tinham partido da Suíça e planeavam passar a Páscoa em Portugal

O condutor da carrinha envolvida no choque frontal com um camião esta noite em França, que resultou na morte de 12 portugueses, sobreviveu ao acidente e não acusou álcool no sangue, disse fonte judiciária à agência France Press.

Entre as vítimas mortais encontra-se uma criança de sete anos, conforme adianta à Lusa o Consulado de Portugal em Paris. "São 12 mortos, em princípio, com idades entre os sete e 63 anos", disse a mesma fonte consular, acrescentando que "11 dos portugueses já foram identificados e são todos residentes na Suíça".

Os dois motoristas do veículo pesado, de nacionalidade italiana, também sobreviveram ao acidente. Os três condutores ficaram feridos, mas não apresentam risco de vida, informou a AFP.

Uma investigação foi aberta para apurar as causas do acidente rodoviário, que ocorreu por volta das 23h45 de quinta-feira, na estrada nacional 79, um troço da RCEA (Route Centre-Europe Atlantique), que atravessa a França de este a oeste e que é conhecido por ser perigoso.

O acidente ocorreu perto de Lyon, em Moulins, no departamento de Allier, no centro de França.

Segundo os testemunhos recolhidos pela brigada de trânsito de Yzeure, a carrinha desviou-se para a faixa da esquerda e colidiu com o camião, que não conseguiu evitar o choque frontal, escreve o jornal francês La Montagne, na sua edição online.

Choque frontal

Citando as autoridades, o jornal Le Monde refere que "o minibus que partiu da Suíça por volta das 20h locais na quinta-feira e transportando 13 pessoas com destino a Portugal para o fim de semana da Páscoa desviou a sua rota por uma razão ainda desconhecida e colidiu frontalmente com um camião que seguia em sentido inverso".

Segundo o consulado português em Paris, as 12 vítimas mortais portuguesas "têm em princípio" idades compreendidas entre 17 e 63 anos. "Em princípio são 12 mortos com idades entre 17 e 63 anos, mas ainda temos de confirmar a informação", disse uma fonte do consulado.

O La Montagne, no entanto, refere que entre as vítimas há uma criança que viajava com os pais, sem dar mais detalhes.

Perto de 60 bombeiros, seis equipas dos serviços de emergência franceses, cerca de 20 polícias e agentes da direção interdepartamental de estradas foram mobilizados para o local do acidente, onde constataram os óbitos.

A circulação continuava cortada durante a madrugada desta sexta-feira ao quilómetro 44 da RCEA, e assim permanecerá pelo menos durante toda a manhã, o tempo necessário para as operações de lavagem da estrada e reboques do camião e carrinha, informou o La Montagne.

Um edifício camarário estava a ser usado como morgue temporária, segundo a agência AFP. Uma linha telefónica foi criada pelo município de Allier com o número (0033) 0811 00 06 03.