Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Vice-presidente brasileiro cancela visita a Portugal

  • 333

EVARISTO SA/ Getty Images

Michel Temer iria participar no seminário “A Constituição no contexto das crises política e económica” que se realiza no início da próxima semana

O vice-presidente brasileiro Michel Temer já não virá a Portugal. O magistrado tinha confirmado presença no seminário “Constituição no contexto das crises política e económica”, que se realizará entre os dias 29 e 31 de março em Lisboa. Esta quinta-feira, a viagem foi cancelada.

O gabinete de assessoria do magistrado, citado pelo jornal brasileiro “A Folha de São Paulo” justifica a ausência de Temer com o facto de, também para dia 29, estar agendada uma reunião do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), do qual o vice-presidente do Brasil é líder.

Os órgãos de comunicação brasileiros revelam que esta reunião poderá levar ao abandono do governo de Dilma Rousseff. O PMDB, que tem sete ministros, consegue condicionar as possibilidades de Dilma em concluir o mandato.

Segundo “A Folha de São Paulo” existe outra questão que poderá ter pesado na decisão de Michel Temer. No seminário em causa, promovido pelo Instituto Brasiliense de Direito Público e a Universidade de Lisboa, já estão confirmadas as presenças de dois elementos da oposição brasileira: Aécio Neves e José Serra, ambos do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).

Um possível encontro no estrangeiro entre Temer, Neves e Serra poderá ser visto pelo Partido Trabalhador de Dilma como uma espécie de conspiração. No Brasil, o vice-presidente já falou com alguma abertura de um cenário “pós-Dilma”.

Além dos senadores Aécio Neves e José Serra, estarão ainda no seminário “Constituição no contexto das crises política e económica”, o presidente do Tribunal de Contas da União, Aroldo Cedraz, e o magistrado do STF Dias Toffoli já confirmaram a presença.