Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Primeiro-ministro francês diz ser “urgente” reforçar as fronteiras externas da UE

  • 333

GETTY

Reforço das fronteiras externas e aumento da vigilância interna são as medidas defendidas por Manuel Valls após os atentados de terça-feira em Bruxelas

O primeiro-ministro francês considerou esta quarta-feira "urgente" reforçar o controlo nas fronteiras externas da União Europeia, após os atentados em Bruxelas de terça-feira, que mataram 34 pessoas e foram reivindicados pelo Estado Islâmico.

"Há uma necessidade urgente de reforçar as fronteiras externas da União Europeia", disse Manuel Valls à rádio francesa, acrescentando que é necessária uma intensificação da vigilância para impedir as pessoas de atravessarem a Europa com passaportes falsos, já que o grupo extremista "roubou um grande número de passaportes na Síria".