Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Piloto ucraniana declarada culpada pela morte de dois jornalistas russos

  • 333

VASILY MAXIMOV

Tribunal russo declarou Nadia Savchenko culpada da morte de dois repórteres russos, vítimas de fogo de artilharia pesada no Leste da Ucrânia. A Ucrânia e alguns países do Ocidente falam em “julgamento espetáculo” da piloto. Procuradoria quer sentença de 23 anos de prisão. Pena será conhecida amanhã

Um tribunal russo declarou esta segunda-feira Nadia Savchenko culpada no caso dos dois jornalistas de nacionalidade russa mortos num ataque aéreo com artilharia pesada no conflito que ainda decorre no Leste da Ucrânia desde 2013. Ao ler o veredito, o juiz do tribunal criado em Donetsk disse que a piloto ucraniana foi motivada por "ódio político" e declarou-a responsável pelo ataque que vitimou os dois repórteres.

A procuradoria pede 23 anos de prisão para Savchenko. O advogado da piloto continua a garantir que existem registos telefónicos que comprovam que ela foi capturada por rebeldes pró-Rússia antes de os dois jornalistas terem morrido nesse bombardeamento. O governo da Ucrânia e alguns países do Ocidente já condenaram o caso judicial, dizendo que o julgamento de Savchenko é um "espetáculo" de demonstração de força russa.

O juiz a cargo do processo, a ser conduzido num dos bastiões pró-russos do Leste da Ucrânia, garante que a piloto integra um "grupo criminoso" cujo objetivo é matar "um número ilimitado de pessoas" que apoiam a causa separatista. A sentença será ditada amanhã.