Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Obama passeou com a família em Havana

  • 333

JONATHAN ERNST / Reuters

Debaixo de uma chuva intensa e protegida por guarda-chuvas, o Presidente norte-americano e a família andaram a pé pela zona velha. Obama aproveitou para cumprimentar algumas residentes locais e terminou o dia com um jantar no centro da capital

Barack Obama encerrou o seu primeiro dia em Cuba com um passeio e jantar familiar em Havana Velha, onde foi saudado pelos cubanos que saíram às ruas para o ver, apesar da chuva.

Há várias semanas que não chovia com tanta intensidade em Havana, mas tal não impediu muitos cubanos de saírem para as ruas na zona histórica da cidade para dar as boas-vindas ao Presidente norte-americano, o primeiro em funções a visitar a ilha em quase 90 anos.

Devido ao mau tempo, a cerimónia de encontro de Obama com o pessoal diplomático norte-americano em Cuba não aconteceu na Embaixada dos Estados Unidos da América ao ar livre, como estava previsto, mas numa sala de um hotel.

Teve também de ser modificado o passeio planeado em Havana Velha. Ainda assim, Obama, a sua mulher Michelle, as duas filhas Malia e Sasha, e a sogra Marian Robinson passearam pela Praça de Armas, onde a família contemplou a estátua de Carlos Manuel de Céspedes, um dos líderes independentistas da ilha.

Todo o percurso, que continuou pelo Palácio dos Capitães Generais, o edifício do antigo Governo colonial que agora alberga o Museu da Cidade, foi conduzido por Eusebio Leal, o historiador oficial de Havana e responsável pela restauração desta zona da capital.

Debaixo de uma chuva intensa e protegida por guarda-chuvas, a família presidencial chegou à Praça da Catedral, onde Obama se deteve brevemente para cumprimentar algumas pessoas que o esperavam no local.

Dentro da catedral foram recebidos em privado pelo cardeal cubano e arcebispo de Havana, Jaime Ortega.

Depois, a comitiva presidencial passou pelas estreitas ruas de Havana Velha e Havana Centro, onde centenas de moradores tiraram fotos a partir das varandas e portas, saudando e aplaudindo a família.

O dia terminou no restaurante "San Cristóbal", no centro de Havana.

Esta segunda-feira, Obama deverá encontrar-se com Raúl Castro no palácio presidencial, naquele que será o terceiro encontro entre os dois desde que foi anunciada a reaproximação entre os países.