Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Presidente russo apresenta condolências a famílias de 62 vítimas da queda de avião

  • 333

Passageiros das vítimas começaram a chegar ao início da manhã ao aeroporto de Rostov-on-Don, no sul da Rússia

MAXIM ROMANOV/EPA

O avião da companhia aérea FlyDubai caiu no sul da Rússia esta madrugada. Não há sobreviventes. As duas caixas negras do aparelho, que registam dados de voo e sons da cabine dos pilotos, já foram encontradas

O Presidente russo, Vladimir Putin, transmitiu este sábado as condolências aos familiares das vítimas da queda, durante a madrugada, de um avião de passageiros da companhia de baixo custo FlyDubai, com 62 pessoas a bordo. “Agora o mais importante é o trabalho com os familiares e os entes queridos das vítimas”, disse Putin, segundo informou o Kremlin.

No Boeing 738 viajavam 55 passageiros (18 homens, 33 mulheres e quatro crianças) e sete tripulantes, que morreram quando o aparelho chocou contra o solo, cerca das 00h50 em Lisboa, a uns 250 metros da pista de aterragem, revelaram as autoridades aeroportuárias. As duas caixas negras do aparelho, que registam dados de voo e sons da cabine dos pilotos, já foram encontradas, de acordo com a agência Reuters.

O aparelho, que realizou o seu primeiro voo comercial em dezembro de 2010, teve o acidente na sua segunda tentativa de aterragem, devido previsivelmente à falta de visibilidade provocada por uma densa névoa e a chuva e o vento fortes. O Boeing 738 acidentado deveria ter levantado voo pouco depois com destino ao Dubai com outros 140 turistas russos a bordo, muitos deles crianças, que foram transportados para o aeroporto de Krasnodar.

Quase todos os passageiros eram cidadãos russos - com exceção de três ucranianos, um indiano e um uzbeque -, que regressavam de férias no Dubai. “Era um voo turístico. Praticamente todos os passageiros eram turistas”, disse Irina Tiurina, porta-voz da União de Operadores Turísticos da Rússia, a meios de comunicação locais.

As autoridades descartaram um possível incêndio ou um atentado terrorista como causas do acidente, confirmando que a explosão aconteceu quando o Boeing colidiu com a pista de aterragem. O aeroporto de Rostov-on-Don, um dos maiores do sul da Rússia, encerrou logo após o acidente, pelo que os aviões começaram a ser desviados para a cidade de Krasnodar.

A FlyDubai é uma companhia de baixo custo fundada em 2009 pelas autoridades dos Emirados Árabes e que realiza a rota entre o Dubai e quase uma centena de cidades asiáticas e do este da Europa, incluindo Moscovo, Kiev, Sófia e Belgrado.