Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Panamá regista primeiro caso de microcefalia fora do Brasil

  • 333

Criança nascida com microcefalia no Brasil

RICARDO MORAES/REUTERS

O bebé nascido no Panamá com microcefalia resistiu apenas durante quatro horas. No cordão umbilical foram encontrados vestígios do vírus zika

O nascimento de um bebé no Panamá com microcefalia deverá estar relacionado com o zika, uma vez que foi detetada a presença do vírus no cordão umbilical do recém-nascido.

Durante a gravidez, a mãe do bebé - que sobreviveu apenas quatro horas - não se apercebeu de quaisquer sintomas relacionados com o zika.

No Brasil há suspeitas de que a maior parte dos 860 casos de microcefalia identificados em bebés possam estar diretamente relacionados com o vírus.

A Organização Mundial da Saúde declarou o zika emergência de saúde pública mundial no início de fevereiro, pelo elevado risco de propagação da doença e da possível ligação aos casos de microcefalia em bebés.

A epidemia do vírus zika começou há cerca de um ano no Brasil. Os casos de microcefalia incedem essencialmente na região nordeste do país, mas a doença provocada pela picada do mosquito Aedes aegypti já infetou pessoas em 20 países do continente americano.

Cabo Verde anunciou na terça-feira passada o primeiro caso de microcefalia com provável ligação ao vírus zika, mas o caso ainda está a ser investigado.