Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

França vai pedir a extradição do terrorista que os belgas prenderam

  • 333

OLIVIER HOSLET/EPA

Salah Abdeslam, cabecilha dos atentados de Paris, foi detido esta sexta-feira na Bélgica

François Hollande afirmou que a França vai pedir a extradição de Salah Abdeslam, considerando que a detenção, esta sexta-feira, do principal suspeito de envolvimento nos ataques de Paris representa "uma etapa importante, mas não a conclusão definitiva" das ações policiais neste processo.

Numa conferência de imprensa que juntou o Presidente francês e o primeiro-ministro belga, Charles Michel, foi oficialmente anunciada a detenção de três indivíduos em Molenbeck, na operação que esta tarde levou as autoridades mais uma vez ao problemático bairro, conhecido pelas ligações ao extremismo islâmico.

Hollande felicitou as autoridades belgas pela captura do homem mais procurado no quadro dos ataques de novembro, em Paris, e confirmou que as autoridades judiciárias francesas vão pedir formalmente, e muito em breve, a extradição de Abdeslam, certo de que "as autoridades belgas responderão da forma mais favorável e rápida possível". Garantiu ainda que não serão poupados esforços até que todos os envolvidos" tenham sido travados.

"Detivemos Salah Abdeslam. É um sucesso nesta batalha contra o terrorismo e muito importante para a democracia e contra o abominável obscurantismo", disse, por sua vez, Charles Michel.