Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Cabecilha dos atentados de Paris capturado pela polícia

  • 333

REUTERS TV

Polícia belga deteve Salah Abdeslam, o principal atacante nos atentados terroristas de Paris, no bairro de Molenbeck. Era o terrorista mais procurado da Europa

Três dias depois dos raides antiterroristas em Forest, a sul de Bruxelas, as autoridades belgas voltaram a entrar em ação, agora em Molenbeck. Salah Abdeslam, cabecilha dos ataques de 13 de novembro em Paris, foi ferido e neutralizado pela polícia. A notícia foi já confirmada pelo Governo belga.

Um responsável da polícia de Bruxelas disse que o terrorista de nacionalidade francesa foi ferido numa perna durante o assalto policial ao apartamento onde se encontrava em Molenbeck, situado na rua des Quatre Vents. O suspeito não acatou as ordens de sair com as mãos no ar e acabou por ser ferido. Segundo a televisão belga, o jiadista foi transferido para um hospital. Mais dois suspeitos de terrorismo foram detidos na operação.

Salah Abdeslam é o terrorista francês de 26 anos que está em fuga desde os ataques de 13 de novembro em Paris, que mataram 130 pessoas. Nos últimos quatro meses foi procurado por toda a Europa, inclusive em Portugal. Agora foi encontrado naquele que é considerado um dos bairros com maiores ligações ao extremismo islâmico e onde têm sido realizadas rusgas antiterroristas com frequência.

Reuters

Esta sexta-feira de manhã, a polícia tinha confirmado a existência de pistas deixadas por Abdeslam num apartamento da comuna de Forest. As autoridades belgas confirmaram as suspeitas avançadas, após terem descoberto impressões digitais de Salah no local.

As impressões digitais do suspeito foram encontradas num copo no interior do apartamento. No entanto, as autoridades não conseguem ainda precisar, de momento, a data em que o suspeito esteve no apartamento, arrendado depois dos atentados de novembro. Mas dizem que é “muito provável” que Salah tenha sido um dos dois fugitivos que escaparam na terça-feira às autoridades.

O jornal "Le Soir" garante que foram os indícios encontrados no apartamento de Forest que levaram à captura do jiadista francês.

Salah Abdeslam é um cidadão francês nascido em Bruxelas, onde foi gerente de um bar. É um forte suspeito de ter estado ligado aos atentados de Paris, durante os quais se pensa ter agido como motorista dos três homens que se fizeram explodir à porta do Estádio de França, em Saint Denis.