Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Tomada de posse de Lula: os golpes começam assim, diz Dilma

  • 333

FERNANDO BIZERRA JR. / EPA

Atentado ao estado de direito é como Dilma caracteriza a divulgação das escutas e a atuação de certos sectores da justiça brasileira

"Os golpes começam assim", enfatizou Dilma no discurso de tomada de posse dos novos ministros - incluindo Lula. "Quando as garantias constitucionais da própria presidência da República são violadas, o que farão com as dos cidadãos?", salientou Dilma no discurso da cerimónia de tomada de posse no salão nobre do Palácio do Planalto.

A Presidente brasileira disse também que a " justiça e o combate à corrupção sempre é mais forte e digno quando respeita os principios constitucionais". Exige-se da justiça "serenidade, descrição e impessoalidade".

Ora, diz Dilma, o que se vive neste momento no Brasil é "delações selectivas, depoimentos transformados em factos espectaculares, interpretações desvirtuadas, processos equívocos e escutas ilegais que não favorecem a democracia". "Repudio integralmente" o teor das interpretações das escutas da conversa de terça-feira, referiu. "Mudaram tempos verbais, o contexto e ocultaram o facto que no documento só existe uma assinatura, não é o documento de posse." O documento foi distribuído a toda a imprensa, acrescentou. "Por causa de um problema pessoal - Dona Marisa (mulher de Lula) não se sente bem - Lula poderia não conseguir vir hoje a Brasília", explicou.

Dilma rematou que quer saber quem autorizou as escutas, em que condições e porquê, tendo em conta, sustenta, que o seu "teor não tem nada que possa levantar suspeita".

Pouco depois de Dilma ter discursado, soube-se que um juiz federal suspendeu a nomeação de Lula, por alegados a existência de indícios do crime de responsabilidade. Itagiba Catta Preta Neto, juiz federal há 20 anos, argumenta que "a posse e exercício no cargo podem ensejar intervenção indevida e odiosa na atividade policial, do Ministério Público e mesmo no exercício do Poder Judiciário pelo senhor Luiz Inácio Lula da Silva".

Esta decisão da Justiça federal brasileira suspende a nomeação de Dilma até ao julgamento do processo.

  • Tomada de posse de Lula arranca sem Wagner

    A tomada de posse de Lula da Silva como membro do executivo de Dilma já começou. Mas o seu antecessor e titular do novo ministério Gabinete Pessoal da Presidência, Jacques Wagner, ainda não chegou ao Planalto