Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Dois reatores nucleares encerrados no Japão por “motivos de segurança”

  • 333

TORU HANAI

Tribunal nipónico ditou encerramento imediato dos reatores da central de Takahama com base nas lições de Fukushima

O tribunal distrital de Otsu, no Japão, ordenou esta quarta-feira que dois reatores nucleares da central de Takahama, no oeste do país, sejam encerrados de imediato, baseando a decisão nas "lições aprendidas" com os incidentes provocados há um cinco anos por um sismo e consequente tsunami na central nuclear de Fukushima.

A notícia do embargo judicial nas unidades 3 e 4 da central de Takahama foi avançada pela televisão pública NHK, sendo a primeira decisão judicial desta natureza a determinar o encerramento de reatores numa central nipónica.

Todas as atividades em centrais nucleares foram suspensas após o acidente de 11 de março de 2011, quando um sismo de 9,0 de magnitude na escala de Richter sacudiu a costa nordeste do Japão e provocou um tsunami que atingiu fortemente a central de Fukushima, deixando-a sem refrigeração e levando à fusão dos núcleos de três dos seus reatores.

As operações de desenvolvimento de energia nuclear foram retomadas no ano passado, após uma revisão dos padrões de segurança nas centrais nipónicas, agora mais estritos.