Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Marcelo Odebrecht condenado a 19 anos de prisão no caso Lava Jato

  • 333

GETTY

O ex-presidente e herdeiro do grupo Odebrecht, que se encontra no centro da operação Lava Jato, estava detido deste julho do ano passado

Um tribunal federal brasileiro condenou a 19 anos e quatro meses de prisão o ex-presidente e herdeiro do grupo Odebrecht, Marcelo Odebrecht, por suborno, lavagem de dinheiro e crime organizado.

Odebrecht é o mais alto responsável a ser condenado em sequência da operação Lava Jato, cujas investigações têm estado a ser desenvolvidas nos dois últimos anos.

Marcelo Odebrecht foi detido em julho do ano passado e constituído arguido um mês depois.

Nas alegações finais, apresentadas pela defesa na semana passada, o arguido pediu a absolvição alegando que os crimes em causa haviam sido cometidos dentro de uma “rede gigantesca” com “estrutura descentralizada” e que não poderia ter conhecimento de tudo o que acontecia na organização.

As investigações do caso, que envolve a empresa estatal Petrobras e supostos subornos a responsáveis políticos, envolveram na passada sexta-feira buscas na casa do antigo Presidente Lula da Silva que foi na altura levado para interrogatório.

  • O Lava Jato atingiu Lula mas as ondas de choque podem chegar a Dilma

    Os fortes indícios de que o ex-Presidente brasileiro Lula da Silva recebeu dinheiro desviado da Petrobras motivaram a sua detenção, esta sexta-feira. O caso Lava Jato ameaça agora os alicerces do Partido dos Trabalhadores (de Lula e da Presidente Dilma Rousseff), que se vê a braços com o envolvimento de um dos seus maiores símbolos no maior escândalo de corrupção do país