Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Adolescente dinamarquesa planeava atacar escolas com explosivos

  • 333

A rapariga, recentemente convertida ao islamismo, tinha adquirido explosivos para efetuar ataques terroristas em duas escolas dinamarquesas

Uma rapariga dinamarquesa de 16 anos foi acusada da posse de explosivos e de planear um ataque terrorista contra a escola privada judaica Carolineskolen, de Copenhaga, e contra a escola pública Sydskolen, de Farevejle.

A sua detenção ocorreu a 13 de janeiro, quando a rapariga ainda tinha 15 anos, mas esta terça-feira os procuradores avançaram mais detalhes do caso, que está a ser mantido sobretudo fora do conhecimento público.

A adolescente tinha-se convertido recentemente ao islamismo. No dia seguinte à sua detenção, foi também detido um amigo, um ex-combatente na Síria de 24 anos, que entre outras coisas foi acusado de lhe ter fornecido os manuais para a construção das bombas. Ambos declaram-se inocentes e os seu nomes não foram divulgados publicamente.

A polícia e os serviços de informação dinamarqueses emitiram uma declaração conjunta referindo as escolas que a adolescente pretendia atacar.

A Dinamarca permanece em estado de alerta desde que um homem assassinou a tiro duas pessoas em Copenhaga, suicidando-se em seguida, em fevereiro de 2015.