Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Rússia denuncia “declarações inadmissíveis” da Coreia do Norte

  • 333

Exercício militar onde participam sul-coreanos e norte-americanos levam Pyongyang a ameaçar com 'ataques nucleares preventivos'

Kim Hong-Ji/Reuters

“Consideramos totalmente inadmissíveis as declarações públicas [da Coreia do Norte] que ameaçam os seus inimigos com 'ataques nucleares preventivos'”, declarou em comunicado o Ministério dos Negócios Estrangeiros russo

A Rússia considerou esta segunda-feira "totalmente inadmissíveis" as ameaças norte-coreanas de ataques nucleares preventivos contra a Coreia do Sul e Estados Unidos, e apelou de novo à "contenção" entre todas as partes.

"Consideramos totalmente inadmissíveis as declarações públicas [da Coreia do Norte] que ameaçam os seus inimigos com 'ataques nucleares preventivos'", declarou em comunicado o Ministério dos Negócios Estrangeiros russo.

"Pyongyang deve ter em consideração que, ao fazer isso, a Coreia do Norte coloca-se em definitivo à margem da comunidade internacional e propicia uma base jurídica para o emprego da força militar contra ela", prossegue o comunicado.

Neste contexto, a Rússia exorta todas as partes a "manifestarem prudência e contenção" para impedir que a situação degenere em conflito armado na península coreana.

A Coreia do Norte ameaçou desencadear disparos nucleares "cegos" contra a Coreia do Sul e os Estados Unidos caso estes países mantenham as suas manobras militares conjuntas, previstas a partir desta segunda-feira.

As ameaças ocorrem alguns dias após a decisão do Conselho de Segurança da ONU em impor uma nova série de pesadas sanções à Coreia do Norte após os últimos ensaios nuclear e balístico efetuados pelo regime de Pyongyang.