Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Lula detido, autoridades brasileiras dizem que há indícios significativos

  • 333

FOTO ROBERTO JAYME / REUTERS

Ministério Público brasileiro considera que o antigo chefe de Estado do Brasil foi “um dos principais beneficiários” dos crimes de corrupção relacionados com a Petrobrás

Na sequência da realização de buscas ao apartamento de Luís Inácio da Silva em São Bernardo do Campo (São Paulo), esta sexta-feira de manhã, e da detenção do antigo presidente do Brasil para depor, o Ministério Público emitiu um comunicado a afirmar que existem “fortes evidências” contra o antigo líder do Partido dos Trabalhadores (PT).

Lula da Silva terá recebido dinheiro desviado da Petrobras, tendo sido “um dos principais beneficiários” dos crimes relacionados com a petrolífera estatal, refere a “Folha de São Paulo”. O jornal “Estado de São Paulo” fala em “indícios significativos” contra o ex-governante.

O montante recebido ilegalmente foi utilizado nas obras de um apartamento triplex no Guarujá, São Paulo, e num terreno em Atibaia, no mesmo estado. O antigo presidente do Brasil é também suspeito de receber dinheiro desviado da petrolífera através de doações e conferências.

A operação insere-se no âmbito 24ª fase da “Operação Lava Jato”, que investiga o desvio de fundos da Petrobras. Vários elementos de partidos políticos beneficiaram de dinheiro ilícito da empresa, sobretudo do PT, PMDB (Partido do Movimento democrático Brasileiro) e do Partido Progressista (PP).