Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Kim Jong-un: País deve estar preparado para usar armas nucleares “a qualquer momento”

  • 333

RODONG SINMUN/EPA

As suas declarações, proferidas como um aviso, seguem-se ao lançamento, na quinta-feira, de vários mísseis de curto alcance a partir da costa oriental da Coreia do Norte, presumivelmente como resposta ao novo pacote de sanções aprovadas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas

Helena Bento

Jornalista

O líder norte-coreano Kim Jong-un ordenou diretamente às forças militares do país para estarem prontas para usar armas nucleares "a qualquer momento”, face às alegadas e crescentes ameaças dos seus inimigos, informaram esta sexta-feira os meios de comunicação oficiais do país.

Kim Jong-un, que no momento das declarações encontrava-se numa nova plataforma de lançamento de mísseis a supervisionar os trabalhos, disse que o arsenal nuclear da Coreia do Norte deve ficar em "estado de prontidão permanente". "Devemos estar sempre prontos para utilizar o nosso arsenal nuclear", declarou Kim, citado pela agência noticiosa estatal KCNA.

As suas declarações, proferidas como um aviso, seguem-se ao lançamento, esta quinta-feira, de vários mísseis de curto alcance a partir da costa oriental da Coreia do Norte para o Mar do Japão, presumivelmente como resposta ao novo pacote de sanções aplicadas ao país, descritas por Samantha Power, embaixadora dos EUA na ONU, como "as mais duras" aplicadas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas nos últimos 20 anos.

Recorde-se que estas mesmas sanções - que resultaram de quase dois meses de negociações entre os Estados Unidos e China, a principal aliada do regime de Pyongyang - foram impostas depois de a Coreia do Norte ter alegadamente detonado a primeira bomba de hidrogénio na sua história e efetuado, posteriormente, testes de mísseis de longo alcance.

Os projéteis disparados na quinta-feira pelas forças do norte alcançaram uma distância de entre 100 e 150 quilómetros antes de caírem no mar.