Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Presidente do Conselho Europeu pede aos migrantes económicos que não venham para a Europa

  • 333

OLIVIER HOSLET/EPA

Desde Atenas, Tusk dirigiu um apelo aos migrantes e refugiados económicos que arriscam tudo para procurar um novo destino: “Não coloquem em risco as vossas vidas. Não servirá de nada”

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, apelou esta quinta-feira aos migrantes e refugiados económicos, independentemente de onde venham, que deixem de tentar chegar à Europa, uma vez que nem a Grécia nem qualquer outro país europeu têm já condições para os receber.

“Não venham”, disse Donald Tusk, “não acreditem nos traficantes e não coloquem em risco as vossas vidas e dinheiro“. “Tudo isso não servirá de nada”, acrescentou ainda durante uma conferência de imprensa em Atenas, depois de se reunir com o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras.

A Grécia é o cenário mais preocupante na atualidade, com a chegada de milhares de migrantes sem vislumbre de destino ou condições básicas para permanecerem no país.

Tsipras garantiu que o seu país continuará a ajudar, mas não a qualquer custo. “A Grécia não vai deixar ninguém desamparado”, disse, prometendo criar “centros de abrigo temporários”, mas recusa que a Grécia se torne “um armazém de almas”.