Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Homem expulso de avião por ter sido confundido com terrorista

Mensagem no Whatsapp na base do erro. Cidadão erradamente expulso teve de esperar três horas para conseguir outro voo

Um cidadão britânico foi expulso esta quinta-feira de um avião da EasyJet, depois de outro passageiro ter suspeitado que seguia a bordo um terrorista. Em causa está uma mensagem no Whatsapp que referia a palavra "oração".

Laolu Opebiyi, de 40 anos, já estava instalado no avião da companhia low cost que iria partir do aeroporto de Luton com destino a Amesterdão. Enquanto esperava que o aparelho decolasse, o cidadão britânico - de origem nigeriana e cristão - não perdeu tempo: aproveitou para trocar umas mensagens no Whatsapp com um grupo de amigos a combinar uma oração.

Mas um passageiro leu a mensagem e suspeitou que o indivíduo pudesse ser um terrorista, alertando a tripulação, que chamou por sua vez a polícia.

“Aquele rapaz não me conhece e em dois minutos julgou-me. Mesmo que eu fosse muçulmano, era muito injusta a forma como me tinha tratado. Penso que ninguém, independentemente da sua religião, deve ser tratado desta forma”, afirmou Laolu Opebiyi ao “Guardian”.

O cidadão britânico de origem nigeriana lamenta ter sentido na pele o preconceito, além de ter tido que esperar mais três horas para embarcar noutro voo.

Entretanto, a EasyJet já pediu desculpa pelo incidente. “A segurança dos passageiros e da tripulação é a nossa maior prioridade, o que significa que se a preocupação relativamente à segurança aumentar nós iremos sempre investigar a suspeita como medida de precaução. Nós gostaríamos de pedir desculpa por qualquer inconveniente causado ao passageiro.”