Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Quando o futebol nos torna um bocadinho mais felizes

  • 333

Menino afegão tornou-se uma estrela nas redes sociais quando foi fotografado com um saco de plástico que imitava a camisola de Messi na seleção da Argentina. Foi então que os seus sonhos se tornaram realidade

É um daqueles casos em que a internet serve para criar ligações e possibilitar finais felizes. No mês passado, o pequeno Murtaza Ahmadi, de apenas cinco anos, tornava-se famoso depois de o seu irmão mais velho publicar nas redes sociais uma fotografia sua vestindo uma camisola do seu ídolo, Lionel Messi, improvisada a partir de um saco de plástico.

O irmão do rapaz afegão, que vive em Ghazni, uma província devastada pela guerra, explicou o sucedido à estação de televisão Al-Jazeera: "Nem sequer ponderamos comprar a t-shirt oficial. Não temos dinheiro para isso". "Por isso, para ver o meu irmão feliz, fiz uma t-shirt a partir de um saco de plástico para ele", detalha Homayoun, de 15 anos.

A fotografia despertou a atenção das redes sociais e da internet em geral, que se apressou a fazer chegar o caso à UNICEF. Os resultados estão à vista: conforme relata a "Time", esta semana o menino recebeu um pacote enviado pelo próprio Lionel Messi, em que se incluíam uma bola de futebol assinada pela estrela, uma t-shirt da seleção argentina e uma do FC Barcelona, o clube atual do argentino.

A organização tweetou uma fotografia do menino vestido com a versão oficial da t-shirt que o tornou famoso, com a legenda "Murtaza já tem a t-shirt verdadeira! Leo Messi ajudou a tornar os sonhos dele realidade".

Mas as boas notícias para Murtaza não deverão ficar por aqui. Conforme a Al Jazeera relata, a Federação de Futebol do Afeganistão foi contactada pelos representantes do jogador para combinar um encontro entre Messi e o jovem fã.

O porta-voz da federação, Syed Ali Kazemi, garante que o desejo do menino de conhecer o seu ídolo poderá acontecer em breve. "Estamos a fazer o nosso melhor para preparar o encontro. A data e o local ainda não estão confirmados, mas há hipóteses de Ahmadi voar até Espanha para conhecer Messi", diz, citado pela "Time".

A esta novidade, Kazemi acrescentou que a federação irá encetar esforços para "treinar" a criança de forma a que possa jogar numa equipa afegã. Numa entrevista concedida à Al Jazeera na altura em que a sua fotografia se tornou viral, Murtaza dizia "adorar Messi e futebol".