Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Obama vai nomear governador republicano para o lugar de Scalia no Supremo Tribunal?

  • 333

O republicano centrista Brian Sandoval é governador do estado do Nevada desde 2011

Ethan Miller

É o que dizem fontes próximas do Presidente norte-americano, que garantem ao "Washington Post" que o governador do Nevada Brian Sandoval já foi sondado pelo líder da minoria democrata no Senado

Há dois dias, os republicanos em maioria no Senado dos Estados Unidos confirmaram o que já se suspeitava desde que Antonin Scalia morreu subitamente a 13 de fevereiro, deixando um lugar vago no Supremo Tribunal e abrindo uma luta sem fim à vista entre republicanos e democratas: que não vão sequer permitir uma audiência do comité do Senado responsável por confirmar nomeações para a alta instância judicial, independentemente da sugestão de sucessor que a administração Obama possa fazer. Mas a julgar pelos rumores surgidos esta quarta-feira, alguns deles podem já estar arrependidos desse finca-pé.

De acordo com fontes familiarizadas com o processo, que falaram sob anonimato ao "Washington Post" e à Reuters, Barack Obama pretende sugerir para o lugar de Scalia o governador republicano do Nevada Brian Sandoval, que segundo essas mesmas fontes foi contactado pelo líder da minoria democrata no Senado Harry Reid, esta segunda-feira. "Ele disse que estava interessado", garante uma das pessoas contactadas pela Reuters.

Num email enviado ao "Business Insider", funcionários da equipa de Sandoval disseram, pelo contrário, que ainda ninguém da administração Obama os contactou ou ao governador para apurar a sua disponibilidade para ocupar o cargo. "Nem Sandoval nem a sua equipa foram contactados, nem falaram com ninguém da administração sobre qualquer potencial nomeação para a vaga que abriu no Supremo Tribunal dos EUA", escreveu Mari St. Martin, a porta-voz de Sandoval.

Scalia, um republicano conservador, era um dos sete juízes que compõem a mais alta instância judicial do país.

Nomear um republicano para o tribunal poderia ser a única hipótese de Obama conseguir resolver o problema no Supremo antes de abandonar a Casa Branca em janeiro, já depois de o seu sucessor ter sido eleito nas presidenciais de 8 de novembro. É para evitar que seja o Presidente democrata a escolher quem ocupa o lugar de Scalia que, esta terça-feira, o líder da maioria republicana no Senado Mitch McConnell deixou claro que nenhuma proposta de Obama será tida em conta, confirmando que a oposição está disposta a levar o caso até às últimas consequências para que seja o próximo Presidente dos EUA a tomar essa decisão.

De acordo com o "Washington Post", Sandoval é um republicano moderado, que assume posturas relativamente liberais sobre os direitos das mulheres a interromperem voluntariamente gravidezes e sobre o urgente combate às alterações climáticas, dois pontos que a maioria dos republicanos refutam. Como governador do Nevada, Sandoval aceitou, ao contrário da maioria dos governadores republicanos, a expansão do Medicaid, o sistema de seguros de saúde estatais integrado no programa de cuidados universais batizado Obamacare, contra o qual Scalia lutou no Supremo, em última instância sem sucesso.

O "Chicago Tribune" refere que apesar de Sandoval ser provavelmente a melhor escolha de Obama para o lugar deixado vago no Supremo Tribunal, mesmo assim a sua nomeação não deverá ser aprovada antes das eleições no final do ano.