Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

EUA e China ponderam apresentar resolução na ONU sobre Coreia do Norte

  • 333

Washington e Pequim admitem que será apresentada em breve uma resolução nas Nações Unidas (ONU) sobre a Coreia do Norte

A China considerou esta quarta-feira provável que o Conselho de Segurança da ONU aprove "num futuro próximo" uma resolução em resposta aos ensaios nucleares e de misseis da Coreia do Norte.

Já os Estados Unidos garantiram que o texto será o mais duro de todos os aprovados até hoje.

"Fizemos avanços importantes nas consultas e consideramos a possibilidade de chegar a um acordo sobre o esboço da resolução e aprová-lo num futuro próximo", afirmou o chefe da diplomacia chinesa, Wang Yi, em conferência de imprensa em Washington, depois de um encontro com o secretário de Estado norte-americano, John Kerry.

Depois o último ensaio de mísseis norte-coreano, no passado dia 07, o Conselho de Segurança da ONU anunciou que esperava aprovar o "mais rápido possível" uma resolução que incluir mais sanções e desde então os Estados Unidos e a China assumiram a liderança das reuniões para redigir o texto.

John Kerry afirmou hoje que, nos últimos dias, foram feitos "avanços muito significativos" e prometeu que, se a resolução for aprovada, "irá mais além do que todas as aprovadas antes" em relação à Coreia do Norte.

O secretário de Estado norte-americano não deu mais detalhes sobre o rascunho de resolução porque "ainda está a ser avaliado" pelos Governos chinês e norte-americano.

"O objetivo não é entrar num ciclo de castigos repetitivos, mas sim que (o líder norte-coreano) Kim Jong-un reconheça que os países do mundo estão unidos quando é para reconhecer que o mundo não está seguro com mais armas nucleares", acrescentou.