Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Ministros britânicos a favor do 'Brexit' perdem acesso a reuniões e documentos

  • 333

GETTY

Chefe do gabinete de David Cameron anunciou que os ministros eurocéticos deixarão de ter acesso a documentos oficiais e reuniões até 27 de maio

Os ministros britânicos que defendem a saída do Reino Unido da União Europeia ('Brexit') vão deixar de ter acesso a documentos e reuniões até 27 de maio, avança o “Telegraph”.

A medida foi anunciada esta terça-feira por Jeremy Heywood, chefe do gabinete do primeiro-ministro britânico, que sublinhou que enquanto David Cameron estiver a preparar a campanha para a manutenção do Reino Unido no bloco europeu, os ministros a favor do 'Brexit' só terão acesso às informações básicas.

“As restrições incluem acesso a documentos oficiais, exceto documentos que os ministros viram anteriormente sobre questões relacionadas com a questão do referendo”, refere uma carta que foi distribuída esta manhã aos ministros britânicos.

Esta terça-feira, David Cameron acusou o presidente da câmara de Londres, Boris Johnson, de estar a defender o 'Brexit' com vista a ser eleito o próximo chefe do governo britânico.

O referendo que ditará a manutenção ou a saída do Reino Unido da UE está agendado para 23 de junho.