Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

EUA condenam canadiano por traficar ovos de dinossauro

  • 333

Habitantes de Hong Kong olham para fóssil de ovo de dinossauro cedido pelo Museu de História Natural de Pequim para exposição em centro comercial da ilha

MIKE CLARKE

Jun Yang foi condenado a cinco anos de liberdade condicional e a pagar uma multa de mais de 22 mil euros por vender fósseis trazidos ilegalmente da China

O alerta foi dado por agentes do Departamento de Segurança Nacional infiltrados em 2015 numa rede de tráfico de fósseis de ovos de dinossauro, num caso judicial que terminou esta terça-feira nos EUA com a condenação do líder da rede.

Jun Yang, um cidadão canadiano de 36 anos e ex-presidente da Arctic Products Inc., com sede na Columbia Britânica, foi considerado culpado de importar ilegalmente estes fósseis da China para os EUA, de acordo com a acusação formal do Serviço de Imigração e Controlo Aduaneiro do país. Um tribunal norte-americano condenou-o a cinco anos de liberdade condicional e a pagar uma multa de 22.700 euros pelo crime.

Em comunicado oficial, o organismo indica ainda que, para além dos ovos de dinossauro vendidos por cerca de 409 euros cada, Yang também tentava vender um fóssil de um Psittacosaurus por 13.600 euros quando foi intercetado pelas autoridades.