Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

“Basta, voltem para casa”: o vídeo antirrefugiados que está a envergonhar os políticos alemães

  • 333

É um incidente que está a deixar os políticos alemães “envergonhados”. Tudo aconteceu quando um grupo de 15 refugiados chegava a um centro de acolhimento em Clausnitz, na Saxónia

O autocarro chegou mas teve dificuldades em estacionar à porta do centro de acolhimento de refugiados de Clausnitz, na Saxónia, devido aos veículos que bloqueavam a estrada. Os cerca de 100 protestantes de extrema-direita intimidavam os 15 passageiros com gritos que lhes diziam que não eram desejados ali: "nós somos o povo", "basta" e "voltem para casa" foram as palavras de ordem.

O vídeo acima foi gravado na passada quinta-feira pelas 19h locais, altura em que o primeiro grupo de refugiados que se vai instalar em Clausnitz chegava ao centro de acolhimento desta cidade de 800 habitantes. No entanto, e perante a fúria dos protestantes, os requerentes de asilo só conseguiram entrar no edifício três horas depois, com a ajuda da polícia local.

"Quem está a fazer isto são criminosos"

De acordo com o chefe da polícia da Saxónia, citado pelo "Guardian", na sequência do incidente os casos de assédio verbal estão a ser investigados, embora não tenha sido efetuada nenhuma detenção. Os governantes locais mostram-se "envergonhados" com o incidente: o primeiro-ministro da Sazónia, Stanislaw Tillich, disse em declarações à imprensa que estes protestantes “não são humanos, quem está a fazer isto são criminosos.” Já o ministro do Interior daquele estado federado, Markos Ulbig, defende que "por muita discussão que possa haver sobre a matéria dos refugiados, a forma como as pessoas foram tratadas é vergonhosa".

O porta-voz da chanceler Angela Merkel, Steffen Seibert, também já veio mostrar indignação relativamente ao que classifica como um ato de "cobardia": “Quão fria e cobarde uma pessoa tem de ser para se colocar em frente a um autocarro de transporte de refugiados a gritar insultos”, disse, citado pelo Euronews.

Conforme o "Guardian" recorda, as estatísticas oficiais mostram que na Alemanha se regista um aumento muito significativo da violência contra os refugiados. Em 2015 foram reportados 924 ataques contra requerentes de asilo, face aos 199 casos registados no ano anterior.

No vídeo em baixo podem ver-se os agentes que tentam a custo levar as crianças recém-chegadas do autocarro até ao centro de acolhimento: