Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Juncker diz que líderes mostraram estar dispostos a sacrificar interesses por um bem maior

  • 333

ERIC VIDAL/REUTERS

O presidente da Comissão Europeia e o presidente do Conselho Europeu sublinharam que o acordo vai ao encontro das preocupações de Londres, sem por em causa os valores da UE

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, considerou esta sexta-feira que o acordo celebrado entre a União Europeia (UE) e o Reino Unido sobre a alteração ao estatuto do país no bloco europeu "é justo para todos".

"O acordo é justo para o Reino Unido e para os outros Estados-membros", disse Juncker, na conferência de imprensa final do Conselho Europeu, após quase 40 horas de negociações com Londres.

O acordo, salientou Juncker, "responde a todas as preocupações do Reino Unido".
Por seu lado, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, adiantou que o acordo "garante um estatuto especial [ao Reino Unido] que é legalmente vinculativo e uma decisão irreversível".

Os dois responsáveis sublinharam que o acordo vai ao encontro das preocupações de Londres, sem por em causa os valores da UE.

Os líderes da União Europeia mostraram esta sexta-feira que estão dispostos a sacrificar interesses próprios em nome de um bem maior, disse ainda Tusk, comentando o acordo com o Reino Unido.