Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Europol: “A Europa está a lidar com a mais alta ameaça terrorista em mais de dez anos”

  • 333

GETTY

Diretor da Europol desvaloriza a hipótese de os terroristas se infiltrarem entre os refugiados e mostra-se antes mais preocupado relativamente aos milhares de cidadãos europeus que receberam treino no Médio Oriente

“Nós podemos esperar que o Daesh ou outros grupos terroristas preparem um ataque algures na Europa com o objetivo de causar um largo número de vítimas entre a população civil”, afirma o diretor da Europol, Rob Wainwright, ao jornal alemão “Neue Osnabrucker Zeitung”. “A Europa está atualmente a lidar com a mais alta ameaça terrorista em mais de dez anos.”

Wainwright diz que não há dados concretos que indicam que os terroristas estejam sistematicamente a usar o fluxo de refugiados para se infiltrarem na Europa, mostrando-se antes mais preocupado relativamente aos milhares de cidadãos europeus que receberam treino no Médio Oriente.

Pelas suas estimativas, entre 3 mil a 5 mil cidadãos da União Europeia foram para o Médio Oriente receber treino, representando agora uma ameaça com o eventual regresso aos seus países.

“Nós estamos a lidar com um grande grupo formando principalmente por homens jovens que têm o potencial de voltar e o potencial ou a intenção e a capacidade de levar a cabo atentados como aqueles que vimos em Paris”, afirmou Wainwright no mês passado, falando para deputados britânicos.

Em setembro do ano passado, o responsável do contraterrorismo da União Europeia, Gilles de Kerchove, já indicara que cerca de 3 mil cidadãos da União Europeia viajaram para a Síria e Iraque e que cerca de 30% dos quais já haviam regressado aos seus países.