Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Obama em visita oficial a Cuba “já em março”

  • 333

Encontro histórico entre Obama e Castro na Cimeira das Américas

Getty

Notícia avançada pela ABC News, citando fontes diplomáticas, dá conta de que visita oficial do líder norte-americano, aguardada desde que os dois países retomaram relações há mais de um ano, está prestes a acontecer. Será a primeira vez em 80 anos que um Presidente dos EUA em funções visita Havana

Barack Obama está a planear uma viagem a Cuba e espera fazê-la já no próximo mês de março, naquela que será a primeira visita oficial de um Presidente norte-americano em funções à ilha comunista em 80 anos. Calvin Coolidge foi o último — e único — Presidente dos EUA no ativo a visitar a ilha, em 1928, para a 6ª Conferência Anual Internacional de Estados Americanos em Havana.

De acordo com uma fonte do Conselho de Segurança Nacional, citada pela ABC News na madrugada desta quinta-feira, Obama poderá fazer o anúncio da viagem já esta quinta-feira no briefing diário da Casa Branca. A ida a Cuba está integrada num périplo pela América Latina, prevendo-se que aconteça entre 22 e 23 de março, antes de o Presidente voar para a Argentina, o país-natal do atual líder do Vaticano que levou Castro a prometer "voltar a rezar".

Desde dezembro de 2014 que esta viagem é aguardada. Nesse mês, Estados Unidos e Cuba, ao leme de Obama e de Raúl Castro, deram um passo histórico descongelando as relações bilaterais suspensas desde a crise dos mísseis cubanos na década de 60, e trocando prisioneiros. O fim do divórcio político aconteceu muito graças à mediação do Papa Francisco.

Obama continua, desde então, a tentar desbloquear no Congresso o embargo imposto durante mais de 50 anos à ilha, depois de em maio passado ter retirado Cuba da lista de países que patrocinam o terrorismo e de as respetivas embaixadas terem reaberto no verão passado. Logo a seguir, foi alcançado um acordo entre os dois governos para restaurar os voos comerciais a ligarem os dois países.

Jimmy Carter viajou até Cuba oficialmente em 2002, 20 anos após deixar a presidência dos EUA, a convite de Fidel Castro, regressando à ilha em 2011.