Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Costa. “Queremos manter o Reino Unido sem perder a alma e o coração da UE”

  • 333

Primeiro-ministro considera que seria “muito mau” para a União Europeia perder o Reino Unido, mas defende que é vital garantir a liberdade de circulação, que é um dos princípios fundadoras do bloco

António Costa manifestou-se esta quinta-feira confiante de que será possível alcançar um “bom acordo” entre a União Europeia e o Reino Unido, que não coloque em causa o futuro do bçoco.

“Não só confio como vamos trabalhar ativamente para que haja um acordo. Seria muito mau para a UE que perdesse um parceiro, um Estado-membro tão importante como Reino Unido, para nós em particular que somos uns aliados tão antigos do Reino Unido”, declarou o primeiro-ministro aos jornalistas à entrada para a Cimeira do Conselho Europeu, em Bruxelas.

Defendendo que as regras fundamentais da UE não podem ser sacrificadas sob risco de ameaçar o grupo, António Costa disse que é preciso que todos façam um esforço de aproximação para responder às “preocupações legítimas” do Reino Unido.

“Este Conselho foi marcado sobretudo para que haja um bom acordo, para mantermos o Reino Unido na União Europeia, mas nós queremos conservar o Reino Unido sem perdermos aquilo que é a alma e o coração da União Europeia. A liberdade de circulação é que deu força e alma à União e não a vamos perder certamente”, acrescentou.

Para António Costa é essencial preservar a União Europeia na sua integridade. “E a integridade da União Europeia é sobretudo a integridade dos seus valores”, sustentou.

  • Tusk não esconde: “Esta é a cimeira do vai ou racha”

    Parco em palavras, o presidente do Conselho Europeu admite que a Cimeira do 'Brexit', que arranca esta quinta-feira em Bruxelas, será decisiva. Já o líder da Comissão Europeia mostra-se confiante de que será possível chegar a acordo com o Reino Unido

  • À chegada para a cimeira do Conselho Europeu, o primeiro-ministro britânico admitiu que haverá trabalho “duro” pela frente, mas que será possível alcançar um acordo melhor com a União Europeia

  • Esforço final de Cameron para reformas à UE pode sair furado

    Documento secreto sobre acordo alcançado entre o primeiro-ministro britânico e o presidente do Conselho Europeu mostra que Donald Tusk não conseugiu garantir consenso entre os líderes dos 28 Estados-membros. Proposta de reformas exigidas pelo Reino Unido para permanecer no bloco começa esta tarde a ser discutida na cimeira da União Europeia em Bruxelas

  • Brexit: cimeira decisiva

    Todos querem que o Reino Unido fique na União Europeia. Mas poucas horas antes do início da Cimeira, muitas questões continuam em aberto. O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, volta hoje a falar com o primeiro-ministro britânico, David Cameron